Mais de 100 peças em madeira, produzidas por internos que trabalham na Marcenaria Jequitibá, na Penitenciária Estadual de Vila Velha 3 (PEVV3), foram entregues à AMAES-Cariacica, no dia 18 de Fevereiro. O local também recebeu pintura com a identidade visual da AMAES (ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DOS AUTISTAS DO ESPÍRITO SANTO), trabalho voluntário realizado por um servidor penitenciário.

Mesas, cadeiras, estantes, bancos, armários, bancadas, e até jardim vertical, fazem parte dos materiais produzidos na marcenaria, onde sete detentos trabalham. Para firmar a parceria com a Secretaria da Justiça (Sejus), a Amaes também colaborou com insumos, como ferramentas, cola e parafusos.

De acordo com o diretor adjunto da unidade prisional, Dioclécio dos Reis, o trabalho realizado na Marcenaria Jequitibá é de extrema qualidade e contribui para a ressocialização. “Os materiais produzidos são feitos com total profissionalismo e bom acabamento. Com o projeto, eles aprendem uma profissão e podem ter mais perspectiva de futuro, de trabalhar e empreender quando estiverem em liberdade.  Além disso, a parceria com a Amaes dá um sentido ainda maior para esse trabalho, já que promovemos solidariedade. Os internos também participaram da montagem de tudo e viram o quanto o resultado desse esforço vai agregar no atendimento”, disse.

A presidente da Amaes, Pollyana Paraguassú, destaca a parceria com a Secretaria da Justiça como uma forma de oportunizar um ambiente mais humanizado para as famílias que buscam atendimento no local. Segundo ela, cerca de 500 atendimentos por mês serão realizados na Amaes do município.

“Só temos a agradecer a Sejus por proporcionar e oportunizar um ambiente salubre, por meio dos móveis produzidos, da pintura, que transformaram nosso espaço não só em um local de atendimento, mas em um espaço onde as pessoas podem se sentir acolhidas e de uma forma humanizada. Com essa parceria, temos a certeza que estamos transformando vidas, por dar mais dignidade aos autistas e suas famílias”, ressaltou Pollyana Paraguassú.

 

Ação solidária

 

O servidor Frank Muller Nascimento Loyola, da PEVV3, foi o responsável pela pintura da fachada da AMAES-Cariacica. Ele é pai de Benjamin, de apenas dois anos, que também participou da ação solidária.

“Não pude deixar de atender à Amaes, ainda mais em se tratando de uma causa tão nobre. Me solidarizo e tenho total empatia com projetos que visam o bem-estar de crianças, seja qual for a condição delas. Sou pedagogo por formação, professor de Educação Infantil e Fundamental 1, por isso, lidar com os pequenos e vê-los felizes é muito prazeroso. Meu filho vai fazer dois anos. É hiperativo, tem espectro do autismo, e isso o faz diferente tão quanto especial. Eu que agradeço a oportunidade de fazer parte disso”, disse Loyola.

Moradora de Cariacica, Giovana Ribeiro, levava o filho Ícaro Francisco, de 13 anos, para atendimento na AMAES-Vitória. Com a abertura da Associação em Cariacica, o tempo de chegada ao local passará para apenas 10 minutos (quando a instituição iniciar os atendimentos diários). “Só temos que agradecer a Sejus por essa ação tão importante, porque isso traz mais dignidade para as crianças da AMAES-Cariacica. Meu filho vai sentar na cadeira mais linda, num espaço maravilhoso, graças ao trabalho de cada interno e dos servidores da Sejus”, pontuou Giovana Ribeiro.

Atualmente a AMAES-Cariacica tem aberto o seu espaço para atendimentos com voluntários e profissionais cedidos pela AMAES-Vitória nas terças e quintas pela manhã e até o final do primeiro semestre tem previsão de iniciar os atendimentos diários no local.

Fontes:

SEJUS-https://sejus.es.gov.br/Not%C3%ADcia/moveis-produzidos-no-sistema-prisional-sao-entregues-a-nova-amaes-de-cariacica

AMAES-www.amaes.org.br